segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Orquestra

Noite gera poema
amáveis durante o dia
parece palavra bonita
parece nuvem ovelha

Poemas regem a noite
cachecol xadrez
no vagão vazio
parece sombra de estrela

Noite
         Guerra
                    Poema
a embrumecida palavra
vê janelas se apagarem
e o caos cair silente

Cidade artifícia sem estrela cadente.

2 comentários:

  1. Desejos Poéticos do Amor29 de agosto de 2011 17:23

    Se o poema não vem, a noite não chegou? Se ao cair o caos, a guerra anoitece? E se a estrela, reluzente na palavra, faz a cidade artificia, onde está o vazio?, o cachecol?, a sombra?... Onde está o você?

    ResponderExcluir
  2. Onde? Kd? O mundo está frio. O vazio? A morte? A cortina que balança? Não. Nada é além do não-ser.

    ResponderExcluir